Recursos animais utilizados na medicina tradicional dos índios Pankararé que habitam no nordeste do estado da Bahia, Brasil

  • Eraldo Medeiros Costa-Neto Universidade Estadual de Feira de Santana
Palabras clave: etnozoologia, zooterapia, medicina popular, povos indígenas, Brasil

Resumen

Este artigo trata dos recursos animais utilizados pelos índios Pankararé que vivem na região semiárida do estado da Bahia, nordeste do Brasil. O estudo foi realizado com os Pankararé residentes da aldeia Brejo do Burgo, que se localiza no municipio de Glória. Os dados foram obtidos seguindose métodos etnocientíficos e através de entrevistas abertas realizadas com 15 informantes de ambos os sexos e com idades acima dos 18 anos. Os recursos faunísticos medicinalmente utilizados são distribuídos em 5 categorias taxonómicas científicas, tais como insetos (37%), mamíferos (29%), aves (20%), répteis (12%) e anfíbios (2%). Registraram-se 68 recursos zooterápicos provenientes de 49 etnoespécies. Estas matérias-primas são prescritas pelo “caecó” ou curador da aldeia, que aprendeu as propriedades curativas dos productos naturais com os “encantados”, os quais são entidades sobrenaturais percebidas como guardiã dos recursos naturais. O registro da utilização medicinal de animais por este grupo indígena fornece uma contribução relevante ao fenómeno da zooterapia. Sugere-se a realização tanto de estudos bioquímicos quanto famacológicos para promover o desenvolvimento de novas drogas para la indústria.

|Resumen
= 309 veces | PDF
= 161 veces|

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2017-11-22
Cómo citar
Medeiros Costa-Neto E. (2017). Recursos animais utilizados na medicina tradicional dos índios Pankararé que habitam no nordeste do estado da Bahia, Brasil. Actualidades Biológicas, 21(70), 69-79. Recuperado a partir de https://revistas.udea.edu.co/index.php/actbio/article/view/329774
Sección
Artículos completos