"Ainda não estive em parte alguma mais violento que aqui." Conflitos, querelas e desavenças nos sertões do Macacu- Capitania do Rio de Janeiro, século XVIII

  • Vinicius Maia Cardoso Universidade Salgado Oliveira
Palabras clave: Sertões do Macacu, conflitos, Capitania do Rio de Janeiro, Século XVIII.

Resumen

O objetivo do presente artigo é analisar um conjunto de conflitos ocorridos no interior dos Sertões do Macacu, na capitania do Rio de Janeiro – Brasil, na segunda metade do século XVIII. Conflitos esses resultantes de complexas relações envolvendo agentes históricos de distintos estratos sociais, através de suas próprias intenções e interesses, tendo como fio condutor o conceito de economia moral, na busca de compreender espaços políticos de negociação entre esses agentes sociais e as autoridades coloniais.

|Resumen
= 76 veces | PDF
= 24 veces|

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Amantino, Marcia. O mundo das feras: os moradores do Sertão Oeste de Minas Gerais – Século XVIII. São Paulo: Annablume, 2008.

Bicalho, Maria Fernanda. “Gobernadores y virreyes en el Estado de Brasil: ¿Dibujo de una Corte virreinal?” In: Cardim, Pedro; Palos, Joan-Lluis (eds). El mundo de los virreyes en las monarquias de España y Portugal. Madrid: Iberoamericana, 2012.

Bluteau, Rafael, padre. Vocabulário Portuguez & Latino. Volume 7, 1728, p.613. Disponível em http://dicionarios.bbm.usp.br/pt-br/dicionario/1/sert%C3%A3o> Acesso em 29.05.2016.

Carvalho, Sebastião Antônio Bastos de. A Odisseia de Mão de Luva na Região Serrana Fluminense. [1991] 2ª ed. Nova Friburgo: Centro de Estudos e Pesquisas Euclides da Cunha – CEPEC, 2013.

Conceição, Adriana Angelita da. “Sentir, escrever e governar. A prática epistolar e as cartas de D. Luís de Almeida, 2º marques do Lavradio (1768 – 1779)”. Tese de doutorado. São Paulo: Universidade de São Paulo – USP, 2011.

Fonseca, Cláudia Damasceno. Arraiais e Vilas D´El Rei. Espaço e poder nas Minas setecentistas. Belo Horizonte: UFMG, 2011.

Fragoso, João, Guedes, Roberto e Jrause, Thiago. A América portuguesa e os sistemas atlânticos na época moderna. Monarquia pluricontinental e Antigo Regime. Rio de Janeiro: FGV, 2011.

Fragoso, João e Monteiro, Nuno Gonçalo (orgs). Um reino e suas repúblicas no Atlântico: comunicações políticas entre Portugal, Brasil e Angola nos séculos XVII e XVIII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

Gomes, José Eudes Arrais Barroso. As milícias D’El Rey: tropas militares e poder no Ceará setecentista. Dissertação de mestrado. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2009.

Guedes, Riberto. “Ofícios mecânicos e mobilidade social: Rio de Janeiro e São Paulo (Sécs. XVII-XIX)”. Topoi 7, no. 13 (2006): 379-423.

Mello, Cristiane Figueiredo Pagano de. “Deserções e privilégios: a guerra ao sul da América”. Revista Mosaico 7, no. 2 (2014): 149-156.

Silva, Antônio de Moraes. Diccionário da Lingua Portugueza. Volume 2. 1789. Disponível em <http://dicionarios.bbm.usp.br/pt-br/dicionario/2/sert%C3%A3o> Acesso em 29.05.2016.

Thompson, E. P. Costumes em comum. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

Publicado
2019-12-02