Representational structure of health professionals about care delivery to people living with HIV/Aids

  • Camila Rodrigues Barbosa RN, M.Sc. Professor, Universidade Federal do Amapá – UNIFAP, Macapá – AP, Brazil. email: camilarodriguesb08@hotmail.com
  • Elizabeth Teixeira RN, Ph.D. Professor, Universidade do Estado do Rio de Janeiro –UERJ, Rio de Janeiro - RJ, Brazil. email: etfelipe@hotmail.com
  • Denize Cristina de Oliveira RN, Ph.D. Professor, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro - RJ, Brazil. email: dcouerj@gmail.com
Keywords: HIV, acquired immunodeficiency syndrome, humanization of assistance.

Abstract

Objective. To analyze the social representation structure of health professionals about care delivery to people living with HIV/AIDS and to reflect on that structure in the light of the National Humanization Policy.

Methods. Exploratory study based on the Social Representations Theory, with emphasis on the structural focus. In total, 114 health professionals from Belém, Pará/Brazil participated in the development of the study, working at four services specialized in HIV/AIDS care, between August 2011 and April 2013. The data were collected through free evocations of the inducing term "Taking care of HIV/AIDS patient” and analyzed using the software Ensemble de Programmes Permettant L'analyse des Évocations-EVOC2003.

Results. The group of subjects has a positive representation structure, organized around the categories: sensitive care, technical care and educative care. When reflecting on the representations structure, four out of five principles of the National Humanization Policy are observed (principle 1 - valuation of the subjective and social dimensions, principle 2 – stimulus for the production of health and subjects, principle 3 – teamwork and principle 5 – construction of autonomy and empowerment).

Conclusion. The social representation structure of the health professionals about care for people living with HIV/AIDS signals the affective, conceptual and informative dimensions, converging with most principles of the Brazilian humanization policy.

 

How to cite this article: Barbosa CR, Teixeira E, Oliveira DC. Representational structure of health professionals about care delivery to people living with HIV/AIDS. Invest. Educ. Enferm. 2016; 34(3): 528-536.

|Abstract
= 121 veces | PDF
= 72 veces| HTML ENGLISH
= 0 veces| HTML PORTUGUES
= 1 veces| VÍDEO
= 0 veces|

Downloads

Download data is not yet available.

References

(1) Costa TL, Oliveira DC, Formozo GA. Representações sociais sobre pessoas com HIV/AIDS entre enfermeiros: uma análise estrutural e de zona muda. Estud. Pesq. Psicol. 2012; 2(1):242-59.

(2) Matumoto S, Mishima SM, Pinto IC. Saúde Coletiva: um desafio para a enfermagem. Cad. Saude Publica. 2001; 17(1):233-41.

(3) Pereira FW, Fonseca AD, Oliveira DC, Fernandes GFM, Marques SC. Transformação das práticas profissionais de cuidado diante da AIDS: representações sociais dos profissionais de saúde. Rev. Enferm. UERJ . 2015; 23(4):455-60.

(4) Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria-Executiva, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. HumanizaSUS: Política Nacional de Humanização: a humanização como eixo norteador das práticas de atenção e gestão em todas as instâncias do SUS [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2004.

(5) Martinez EA, Souza SR, Tocantins FR. As contribuições das representações sociais para a pesquisa em saúde e na Enfermagem. Invest. Educ. Enferm. 2012; 30(1):101-7.

(6) Ferreira VCP, Santos AF, Azevedo RC, Valverde G. A representação social do trabalho: uma contribuição para estudo da motivação. Est. Cient. 2005; 1:1-13.

(7) Gomes AMT, Thiengo PCS, Anunciação CT, Oliveira DC, Kestenberg CCF. Representações sociais das atividades da enfermagem junto aos pacientes soropositivos: caracterizando ações e atores sociais. Rev. Eletr. Enf. 2011; 13(1):16-23.

(8) Oliveira, DC. Construção e transformação das representações sociais da aids e implicações para os cuidados de saúde. Rev. Latino-Am. Enferm. 2013. 21 (Spec):1-10.

(9) Costa TL, Oliveira DC, Formozo GA, Gomes AMT. Análise estrutural das representações sociais da terapia antirretroviral entre pessoas que vivem com HIV/aids: possibilidades de convivência, normatividade e ressignificação. Psicol. Saber Soc. 2013; 2(1):104-14.

(10) Braz, ALN. Origem e significado do amor na mitologia greco–romana. Estud. Psicol. 2005; 22(1):63-75.

(11) Machado LB, Aniceto R. A. Núcleo central e periferia das representações sociais de ciclos de aprendizagem entre professores. Ensaio: Aval. Pol. Pública Educ. 2010; 18(67):345-64.

(12) Campos PHF, Rouquette ML. Abordagem Estrutural e Componente Afetivo das Representações Sociais. Psicol. Refl. Crit. 2003; 16(3):435-45.

(13) Cunha PJ, Zagonel IPS. As relações interpessoais nas ações de cuidar em ambiente tecnológico hospitalar. Acta Paul. Enferm. 2008; 21(3):412-9.

(14) Hoga LAK. A dimensão subjetiva do profissional na humanização da assistência à saúde: uma reflexão. Rev. Esc. Enferm. USP. 2004; 38(1):13-20.

(15) Oliveira LA, Landroni MAS, Silva NEK, Ayres JRCM. Humanização e cuidado: a experiência da equipe de um serviço de DST/Aids no município de São Paulo. Cien. Saude Colet. 2005; 10(3):689-98.

(16) Amaral AS, Sousa AFS, Ribeiro SO, Oliveira MAN. Acidentes com material perfurocortante entre profissionais de saúde em hospital privado de Vitória da Conquista – BA. Sitientibus. 2005; 33:101-14.

(17) Lubenow JAM, Moura MEB, Nunes BMVT, Figueiredo MLF, Sales LC. Representações sociais dos acidentes com materiais perfurocortantes. Rev. Latino-Am. Enferm. 2012; 20(6):1176-85.

(18) Filgueiras SL. Eu não sou só o HIV que eu tenho: humanização, acolhimento e escuta no atendimento a mulheres que vivem com Aids. In: Deslandes SF. (Org.). Humanização dos cuidados em saúde: conceitos, dilemas e práticas. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2006. P.389-414.

(19) Guedes HHS, Souza AIS. A educação em saúde como aporte estratégico nas práticas de saúde voltadas ao HIV/aids: o papel da equipe de saúde. Rev. APS. 2009; 12(4):388-97.

(20) Teixeira E, Oliveira DC. Representações sociais de educação em saúde em tempos de aids. Rev. Bras. Enferm. 2014; 67(5):810-7.

Published
2016-10-21
How to Cite
Rodrigues Barbosa C., Teixeira E., & de Oliveira D. C. (2016). Representational structure of health professionals about care delivery to people living with HIV/Aids. Investigación Y Educación En Enfermería, 34(3). Retrieved from https://revistas.udea.edu.co/index.php/iee/article/view/325708
Section
ORIGINAL ARTICLES / ARTÍCULOS ORIGINALES / ARTIGOS ORIGINAIS