HIV/AIDS in childhood and adolescence.

  • Cristiane Cardoso de Paula RN, Ph.D. Professor, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria- RS, Brasil. email: cris_depaula1@hotmail.com .
  • Ivone Evangelista Cabral RN, Ph.D. Professor, UFSM, Santa Maria- RS, Brasil. email: icabral44@hotmail.com.
  • Ivis Emilia de Oliveira Souza RN, Ph.D. Professor, UFSM, Santa Maria- RS, Brasil. email: ivis@superig.com.br.
  • Crhis Netto de Brum RN, Ph.D. candidate. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre - RS, Brasil. email: crhisdebrum@gmail.com .
  • Clarissa Bohrer da Silva RN, Master. UFSM, Santa Maria- RS, Brasil. email: clabohrer@gmail.com .
  • Stela Maris de Mello Padoin RN, Ph.D. Professor, UFSM, Santa Maria- RS, Brasil. email: stelamaris_padoin@hotmail.com.
Keywords: Adolescent health; child health; acquired immunodeficiency syndrome.

Abstract

Objective. To analyze the theme HIV/AIDS in childhood and adolescence, its characteristics and trends, in Brazilian scientific production between 1983 and 2010.

Methodology. Review of 121 quantitative and qualitative descriptive studies.

Results. 81% of the production comes from the South-East/South of the country. In the 1980’s, a balance is observed between experience reports (50%) and research (50%). Seventy percent of the papers were produced between 2003 and 2010. The most frequent theme analyzed with regard to childhood was care delivery (75%), against prevention in adolescence (72%). Studies related to HIV/ AIDS in emphasized clinical-epidemiological aspects (70%), while sociocultural studies predominated for the adolescent period (90%), with a preventive trend.

Conclusion. The scientific production under analysis is coherent with the Brazilian policy to cope with the epidemic and addresses all care levels related to this public health problem.

|Abstract
= 520 veces | RESUMEN | RESUMO
= 119 veces| PDF (ENGLISH)
= 181 veces| HTML (ENGLISH)
= 266 veces| HTML (PORTUGUÊS)
= 495 veces|
= 0 veces| MCORREAHOYOS, GRAFICO 1.XLS
= 0 veces| MCORREAHOYOS, GRAFICO 2.XLS
= 0 veces| MCORREAHOYOS, GRAFICO 3.XLS
= 0 veces| MCORREAHOYOS, GRAFICO 4.XLS
= 0 veces| MCORREAHOYOS, LISTA ARTIGOS ANALISADOS.DOC
= 0 veces| MCORREAHOYOS, CARTASESIONDERECHOSPORTUGUES.PDF
= 0 veces|

Downloads

Download data is not yet available.

References

(1) Pinto AC, Pinheiro PN, Vieira NF, Alves MD. Compreensão da pandemia da AIDS nos últimos 25 anos. DST - J Bras Doenças Sex Transm. 2007; 19(1):45-50.

(2) Silva SF, Pereira MR, Neto RM, Ponte MF, Ribeiro IF, Costa PF. AIDS no Brasil: uma epidemia em transformação. RBAC. 2010; 42(3):209-12.

(3) Carvalho FT, Piccinini CA. Aspectos históricos do feminino e do maternal e a infecção pelo HIV em mulheres. Ciênc Saúde Colet. 2008; 13(6):1889-98.

(4) Brasil, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST/AIDS. Boletim Epidemiológico AIDS/DST. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

(5) Silva RA. Situação atual de crianças e adolescentes portadores de HIV no Brasil. FIEP Bull. 2011;81(Special Edition): Article II.

(6) Barcellos C, Acosta LM, Lisboa EP, Britto MR, Flores R. Estimativa da prevalência de HIV em gestantes por análise espacial, Porto Alegre, RS. Rev Saúde Públ. 2006; 40(5):928-30.

(7) Barbosa RM, Facchini R. Acesso a cuidados relativos à saúde sexual entre mulheres que fazem sexo com mulheres em São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública Rio de Janeiro. 2009; 25(Sup 2):S291-S300.

(8) Pereira AJ, Nichiata LY. A sociedade civil contra a AIDS: demandas coletivas e políticas públicas. Ciênc Saúde Colet. 2011; 16(7):3249-57.

(9) Greco DB. Ética, Saúde e Pobreza - As doenças emergentes no século XXI. Bioética. 1999; 7(2):189-98.

(10) Araújo MA, Araújo TL, Damasceno MM. Conhecimento em HIV/AIDS de 1998 a 2005: estudos publicados em periódicos de enfermagem. Esc Anna Nery. 2006; 10(1):126-31.

(11) Oliveira DC, Costa TL, Gomes AM, Acioli S, Formozo GA, Heringer A, et al. Análise da produção de conhecimento sobre HIV/AIDS em resumos de artigos em periódicos brasileiros de enfermagem, no período de 1980 a 2005. Texto Contexto-Enferm. 2006; 15(4):654-62.

(12) Bardin L. Análise de conteúdo. 6th ed. Lisboa: Edições 70; 2011.

(13) Rodrigues RCV, Peres HHC. Panorama brasileiro do ensino de Enfermagem On-line. Rev Esc Enferm USP. 2008; 42(2):298-304.

(14) Loyola MA, Corrêa MC, Guimarães ER. Cooperação internacional na área da Saúde Coletiva: propostas para um debate. Ciênc. saúde coletiva. 2010; 15(4):2007-20.

(15) Freitas CM, Tambellini AM, Schultz GE, Bertolini VA, Netto FA. Quem é quem na saúde ambiental brasileira? Identificação e caracterização de grupos de pesquisas e organizações da sociedade civil. Ciênc. saúde coletiva. 2009; 14(6):2071-82.

(16) Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Cursos recomendados e reconhecidos [Internet]. [cited 2011 Nov 30]. Available in: http://conteudoweb.capes.gov.br/conteudoweb/ProjetoRelacaoCursosServlet

(17) Costa RF, Carvalho AZ, Fialho AV, Moreira TM, Queiroz MV, Jorge MS. Cuidado de enfermagem ao adolescente: análise da produção científica de 2001 a 2007. Ciênc cuid saúde. 2010; 9(3):585-92.

(18) Aquino EM. Gênero e saúde: perfil e tendências da produção científica no Brasil. Rev Saúde Pública. 2006; 40(spe):121-32.

(19) Campos CJG, Turato ER. Análise de conteúdo em pesquisas que utilizam metodologia clínicoqualitativa: aplicação e perspectivas. Rev Latinoam Enferm. 2009; 17(2):259-64.

(20) Departamento de Ciência e Tecnologia, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Ministério da Saúde. Programa de fomento à pesquisa para os sistemas e serviços locais de saúde: gestão compartilhada em saúde. Rev Saúde Pública. 2006; 40(6):1131-36.

(21) Elias FS, Souza L. Indicadores para monitoramento de pesquisa em saúde no Brasil. Ci Inf Brasília. 2006; 35(3):218-26.

(22) Guimarães R. Pesquisa em saúde no Brasil: contexto e desafio. Rev Saúde Pública 2006; 40(Esp):3-10.

(23) Santos TC. As diferentes dimensões da sustentabilidade em uma organização da sociedade civil: Uma análise da prática social do grupo de apoio à prevenção à AIDS da Bahia. Sociedade, Contabilidade e Gestão, Rio de Janeiro. 2007; 2(2):61-76.

(24) Grangeiro A, Silva LL, Roberto TP. Resposta à aids no Brasil: contribuições dos movimentos sociais e da reforma sanitária. Rev. Panam. Salud Publica. 2009; 26(1):87-94.

(25) Paiva V, Ayres JR, Segurado AC, Lacerda R, Silva NG, Silva MH. A sexualidade de adolescentes vivendo com HIV: direitos e desafios para o cuidado. Ciênc saúde coletiva. 2011; 16(10):4199-210.

(26) Cheque P. A Prevenção da Infecção pelo HIV e as Novas Tecnologias. Rev Tempus Actas Saúde Col. 2010; 4(2):114-30.

(27) Santos AL, Azevedo JM. A pós-graduação no Brasil, a pesquisa em educação e os estudos sobre a política educacional: os contornos da constituição de um campo acadêmico. Rev. Bras. Educ. 2009; 14(42):534-605.

(28) Oliveira DC, Formozo GA, Gomes AM, Acioli S, Marques SC, Costa TL, Hering A, et al. A produção de conhecimento sobre HIV/AIDS no campo da teoria de representações sociais em 25 anos da epidemia. Rev. Eletrônica Enferm. 2007; 9(3):821-34.

(29) Souza TS, Cabral IE, Paula CC. Adolescer de crianças infectadas por transmissão vertical do HIV: implicações para o cuidado de enfermagem. Rev Enferm. UFSM 2011; 1(3):326-33.

(30) Oliveira DC, Costa TL, Gomes AMT, Acioli S, Formozo GA, Heringer A, et al. Análise da produção de conhecimento sobre o HIV/AIDS em resumos de artigos em periódicos brasileiros de enfermagem, no período de 1980 a 2005. Texto contexto Enferm. 2006; 15(4):654-62.

(31) Bernardes EH, Pereira MJ, Souza NR. Atenção Primária à Saúde Diferente de Prevenção e Promoção. Ciência et Praxis. 2008;1(1):47-52.

(32) Cruz EF. Infâncias, adolescências e AIDS. Educ. rev. Belo Horizonte, 2007; (46):363-84.

(33) Schaurich D, Medeiros HMF, Motta MGC. Vulnerabilidades no viver de crianças com AIDS. Rev Enferm UERJ. 2007; 15(2):284-90.

(34) Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e AIDS. Recomendações para Terapia Antirretroviral em Crianças e Adolescentes Infectados pelo HIV: manual de bolso/ Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Programa Nacional de DST e AIDS. Brasília: Ministério da Saúde; 2009.

(35) Botene DZ, Pedro EM. Implicações do uso da terapia antirretroviral no modo de viver de crianças com AIDS. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(1):108-15.

(36) Gomes AMT, Cabral IE. O cuidado medicamentoso à criança com HIV: desafios e dilemas de familiares cuidadores. Rev Bras Enferm. 2009;62(2):252-7.

(37) Rodrigues AS, Jesus MC, Silva LS, Oliveira JF, Paiva MS. Representações sociais de adolescentes e jovens vivendo com HIV acerca da adolescência, sexualidade e AIDS. Rev Eletr Enf. 2011; 13(4):680-7.

(38) Silveira A, Neves ET. Crianças com necessidades especiais de saúde: tendências das pesquisas em enfermagem. Rev Enferm UFSM. 2011; 1(2):254-60.

(39) Paula CC, Cabral IE, Souza IE. O cotidiano do ser-adolescendo com AIDS: momento ou movimento existencial. Esc Anna Nery. 2009; 13(3):632-9.

(40) Paula CC, Cabral IE, Souza IE. O cotidiano de crianças infectadas pelo HIV no adolescer: compromissos e possibilidades do cuidado de si. DST J Bras Doenças Sex Transm. 2008; 20(3-4):174-9.

(41) Ribeiro AC, Paula CC, Neves ET, Padoin SM. Perfil clínico de adolescentes que têm AIDS. Cogitare Enferm. 2010; 15(2):256-6.

(42) Seidl EM, Melchíades A, Farias V, Brito A. Pessoas vivendo com HIV/AIDS: variáveis associadas à adesão ao tratamento anti-retroviral. Cad Saúde Pública. 2007;23(10):2305-16.

(43) Camargo BV, Botelho LJ. Aids, sexualidade e atitudes de adolescentes sobre proteção contra o HIV. Rev Saúde Pública. 2007; 41(1):61-8.

(44) Conejeros I, Emig H, Ferrer L, Cabieses B, Cianelli R. Conocimientos, actitudes y percepciones de enfermeros y estudiantes de enfermería hacia VIH/SIDA. Invest Educ Enferm. 2010; 28(3):345-54.

(45) Nunes EL, Andrade AG. Adolescentes em situação de rua: prostituição, drogas e HIV/AIDS em Santo André, Brasil. Psicol Soc Florianópolis, 2009; 21(1):45-54.

(46) Brasil KT, Alves PB, Amparo DM, Frajorge KC. Fatores de risco na adolescência: discutindo dados do DF. Paidéia. 2006; 16(35):377-84.

(47) Toledo MM, Takahashi RF, De-La-Torre-Ugarte-Guanilo MC. Elementos de vulnerabilidade individual de adolescentes ao HIV/AIDS. Rev Bras Enferm. 2011; 64(2):370-5.

(48) Araújo AC, Lunardi VL, Silveira RS, Thofehrn MB, Porto AR. Transição da adolescência para a fase adulta na ótica de adolescentes. Rev Enfermagem UERJ. 2011;1 9(2):280-5.

(49) Fonseca AD, Gomes VL, Teixeira KC. Percepção de adolescentes sobre uma ação educativa em orientação sexual realizada por acadêmicos(as) de enfermagem. Esc Anna Nery. 2010; 14(2):330-7.

(50) Barbosa R. Estudo demonstra a necessidade de ampliação do acesso a serviços de saúde sexual para as adolescentes e mulheres jovens. Ciênc saúde colet. 2009;14(4):1141-9.

(51) Ribeiro AC, Padoin SMM, Paula CC, Santos EEP. Teens who may become infected with HIV and adolescents who have AIDS: narrative review. Brazil: 1999-2009?. Rev Enferm UFPE. 2010; 4(spe):237-43.

Published
2013-07-24
How to Cite
Cardoso de Paula, C., Cabral, I. E., Souza, I. E. de O., de Brum, C. N., da Silva, C. B., & Padoin, S. M. de M. (2013). HIV/AIDS in childhood and adolescence. Investigación Y Educación En Enfermería, 31(2). Retrieved from https://revistas.udea.edu.co/index.php/iee/article/view/11340
Section
ORIGINAL ARTICLES / ARTÍCULOS ORIGINALES / ARTIGOS ORIGINAIS