ENTRE O OBRIGATÓRIO E O PROIBIDO: A LITERATURA E O LEITOR EM LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA O ENSINO MÉDIO

Autores/as

  • Robson Coelho Tinoco Universidade de Brasília-UnB
  • Lígia Gonçalves Diniz Universidade de Brasília-UnB

Palabras clave:

leitura, livros didáticos, literatura, formação de leitores

Resumen


O artigo avalia de que maneira a literatura e o texto literário são apresentados aos alunos de ensino médio, do Brasil, em 11 coleções de livros didáticos de Língua Portuguesa. Assim, verifica-se em que medida a organização do conteúdo sobre literatura nesses livros favorece ou prejudica a aproximação entre os estudantes e o texto literário, no sentido de formar ou não o gosto pela leitura para além do ambiente escolar. Nesse sentido, foram abordados três aspectos principais da leitura literária, sempre com foco no leitor: o papel humanizador da literatura, a experiência estética e o lugar do conhecimento literário como capital cultural.

|Resumen
= 17 veces | PDF
= 18 veces|

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Métricas

Cargando métricas ...

Citas

Amorim, G. (Ed) (2008). Retratos da leitura no Brasil. São Paulo: Imprensa Oficial/Instituto Pró-livro.

Bakhtin, Mikhail (2010a). “O problema do conteúdo, do material e da forma na criação literária”. In: Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. 6. ed. São Paulo: Hucitec.

---. “Os gêneros do discurso” (2003). estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes.

Barthes, Roland (2004a). O rumor da língua. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes.

Bourdieu, Pierre (1996). As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. São Paulo: Companhia das Letras.

Brasil (2006). Orientações curriculares para o ensino médio. Brasília: Ministério da Educação - Secretaria de Educação Básica, v. 1 - Linguagens, códigos e suas tecnologias.

Candido, Antonio (2008). “O escritor e o público”. In: Literatura e sociedade. Rio de Janeiro: Ouro sobre azul.

CBL/Câmara Brasileira do Livro; SNEL (2011). O comportamento do setor editorial brasileiro em 2010: apresentação para a imprensa. Rio de Janeiro: FIPE. Disponível em: <http://anl.org.br/web/pdf/pesquisa_setor_livreiro/relatorio_FIPE_2011.pdf>. Consultado em: 18/05/ 2011.

Cereja, Wilson R. (2005). ensino de literatura: uma proposta dialógica para o tra-balho com literatura. São Paulo: Atual

Compagnon, Antoine (2009). Literatura para quê? Belo Horizonte: EdUFMG.

Eagleton, Terry (2006). Teoria da literatura: uma introdução. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes.

FNDE/Fundo Nacional do Desenvolvimento Escolar (2008). Língua Portuguesa: catálogo do Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio: PNLEM/2009. [S.l.]: MEC/Ministério da Educação e Cultura - Secretaria de Educação Básica.

Guimarães, C. (2006). “O que ainda podermos esperar da experiência estética?” In: Comunicação e experiência estética. Belo Horizonte: EdUFMG.

INEP. Edital n. 7 - exame nacional do ensino Médio - Enem (2011). Brasília: MEC.

Mouralis, Bernard. (1982). As contraliteraturas. Coimbra: Livraria Almedina.

Petit, Michèle. (2008). Os jovens e a leitura: uma nova perspectiva. São Paulo: Editora 34.

Rocco, Maria Theresa Fraga (1992). Literatura/ensino: uma problemática. 2. ed. São Paulo: ática.

Tinoco, Robson C. (2010). Leitor real e teoria da recepção: travessias contemporâneas. Vinhedo, SP: Horizonte.

Todorov, Tsvetzan (2010). A literatura em perigo. Rio de Janeiro: Difel.

Zilberman, Regina (2010). Fim do livro, fim dos leitores? São Paulo: SENAC.

Descargas

Publicado

2013-08-06

Cómo citar

Coelho Tinoco, R., & Gonçalves Diniz, L. (2013). ENTRE O OBRIGATÓRIO E O PROIBIDO: A LITERATURA E O LEITOR EM LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA O ENSINO MÉDIO. Lingüística Y Literatura, (63), 129–147. Recuperado a partir de https://revistas.udea.edu.co/index.php/lyl/article/view/16176

Número

Sección

Estudios literarios

Artículos similares

> >> 

También puede Iniciar una búsqueda de similitud avanzada para este artículo.