Perspectivas de participação social no âmbito da educação CTS

Autores/as

  • Roseline Beatriz Strieder Universidade de Brasília
  • Maria Regina Dubeux Kawamura Universidade de São Paulo

Palabras clave:

educação CTS, participação social, ensino de ciências

Resumen


Diante da diversidade de sentidos atribuídos às perspectivas de participação social, encontradas no âmbito da Educação CTS, este artigo apresenta um aprofundamento e sistematização dessas perspectivas. Para tanto, foram investigados autores que desenvolvem reflexões dessa natureza seja no campo social mais amplo, externo ao contexto educacional, seja no âmbito das discussões sobre educação CTS. A partir da Análise Textual Discursiva desses estudos, que podem ser considerados como referências básicas, foram mapeadas diferentes perspectivas de participação social, as quais foram confrontadas, em seguida, com a produção brasileira em Educação CTS, por meio da análise de trabalhos publicados em eventos e periódicos nacionais. Com base nisso, são propostas cinco categorias, que podem ser organizadas em níveis crescentes de crítica, que vão desde o simples reconhecimento da presença da ciência e tecnologia (CT) até à complexa participação das políticas públicas. Espera-se que tal sistematização possa contribuir para situar os objetivos educacionais envolvidos em discussões CTS.

|Resumen
= 109 veces | PDF
= 69 veces|

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Métricas

Cargando métricas ...

Biografía del autor/a

Roseline Beatriz Strieder, Universidade de Brasília

Professora do Instituto de Física da Universidade de Brasília- Brasil. Mestre e Doutora em Ensino de Física pela Universidade de São Paulo- Brasil.

Maria Regina Dubeux Kawamura, Universidade de São Paulo

Professora do Instituto de Física da Universidade de São Paulo/ Brasil. Orientadora do Programa de Pós Graduação Interunidades em Ensino de Ciências da Universidade de São Paulo, Brasil.

 

Citas

Acevedo-Díaz, José Antonio; Vázquez-Alonso, Ángel; Manassero, Maria Antonia. (2003). «Papel de la educación CTS en una alfabetización científica y tecnológica para todas las personas». En: Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias. Vol. 2, Nº 2.

Aikenhead, Glen (2003). STS Education: A Rose by Any Other Name. En: Cross, R. (Ed.): A Vision for Science Education: Responding to the work of Peter J. Fensham pp. 59-75. New York: Routledge Falmer.

Auler, Décio (2002). «Interações entre Ciência Tecnologia-Sociedade no contexto da formação de professores de ciências». Tese de Doutorado em Educação. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina.

Auler, Décio (2011). Novos caminhos para a educação CTS: ampliando a participação. En: Santos, Wildson; Auler, Décio (org.). CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisas. Brasília: Editora UnB.

Beck, Urlich (2010). Sociedade de Risco. São Pau-lo: Editora 34.

Bordenave, Juan Díaz (1994). O que é Participação? 8ª Edição. São Paulo: Brasiliense.

Bourdieu, Pierre (2004). Os usos sociais da ciência: por uma sociologia cínica do campo científico. São Paulo: Editora UNESP.

Cassab, Mariana (2008). «A Democracia como balizadora do Ensino das Ciências na Escola: Como discutir este desafio? » Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. v.8, n.2. São Paulo: Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências.

Cerezo, José Antonio López (2009). «Ciencia, Tecnología y Sociedad: El estado de La cuestión en Europa y Estados Unidos». En: Gordillo, Mariano Martín (coord.). «Educación, Ciencia, Tecnología y Sociedad». Madrid: Documentos de Trabajo N.° 03: Centro de Altos Estudios Universitarios de la OEI.

Dagnino, Renato; Thomas, Hernan; davyt, Amílcar (2003). «El Pensamiento em Ciencia, Tecnología y Sociedad em Latinoamérica: uma interpretación política de su trayectoria». En: Dagnino, Renato; Thomas, Hernan. Ciência, Tecnologia e Sociedade: uma reflexão latino-americana. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária.

Feemberg, Andrew (2010). O que é filosofia da tecnologia? En: Neder, Ricardo (org.) Andrew Feenberg: racionalização democrática, poder e tecnolo-gia. Brasília: UnB.

García, Marta et al. (1996). Ciência, tecnologia y sociedad. Una introducción al estúdio social de la ciência y la tecnología. Madrid: Tecnos.

Gordillo, Mariano Martín; Osorio, Carlos (2003). «Educar para participar en ciencia y tecnología. Um proyecto para la difusión de la cultura científica». Revista Iberoamericana de Educación, N.° 32, pp. 165-210. Madrid: Organización de Estados Iberoamericanos para la Edución, la Ciencia y la Cultura.

Herrera, Amilcar (2003). «Novo enfoque do desenvolvimento e o papel da ciência e da tecnologia». En: Dagnino, Renato; Thomas, Hernan. Ciência, Tecnologia e Sociedade: uma reflexão latino-americana. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária.

Japiassu, Hilton (2005). Ciência e destino huma-no. Rio de Janeiro: Himago.

Kuhn, Thomas (1962). A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Editora Perspectiva.

Lacey, Hugh (2010). Valores e atividade científica 2. São Paulo: Scientiae Studia/Editora 34.

Latour, Bruno; woolgar, Steve. (1979). A vida de laboratório - a produção de fatos científicos. Rio de Janeiro: Relume Dumará.

Moraes, Roque; Galiazzi, Maria do Carmo (2007). Análise Textual Discursiva. Ijuí: Unijuí.

Morin, Edgar (2011). Rumo ao abismo? Ensaio sobre o destino da humanidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Popper, Karl. (1982). Conjecturas e Refurações. 2ª edição. Brasília: Editora UnB.

Santos, Boaventura de Souza (2007). Um discurso sobre as Ciências. 15ª edição. Porto: Edições Afrontamento.

Santos, Wildson; Mortimer, Eduardo (2001). «Tomada de decisão para a ação social responsável no Ensino de Ciências». Ciência & Educação, v.7, n.1.

Shinn, Terry; ragouet, Pascal. (2008). Controvérsias sobre a ciência. São Paulo: Editora 34.

Strieder, Roseline Beatriz. (2012). «Abordagens CTS na educação científica no Brasil: sentidos e perspectivas». Tese de Doutorado. São Paulo: Programa Interunidades em Ensino de Ciências - Faculdade de Educação, Instituto de Física, Instituto de Química, Instituto de Biologia/Universidade de São Paulo.

Vieira pinto, Álvaro (2005). O conceito de tecnologia. Rio de Janeiro: Contraponto.

Winner, Langdon. (1979). Tecnología Autónoma. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, S.A.

Descargas

Publicado

2014-07-21

Cómo citar

Strieder, R. B., & Dubeux Kawamura, M. R. (2014). Perspectivas de participação social no âmbito da educação CTS. Uni-Pluriversidad, 14(2), 101–110. Recuperado a partir de https://revistas.udea.edu.co/index.php/unip/article/view/20061

Número

Sección

INFORMES DE INVESTIGACIÓN Y ENSAYOS INÉDITOS