Breastfeeding as a constructed practice: Reflection’s about breastfeeding and weaning historical evolution in Brazil

  • Juliana Cristina dos Santos Monteiro Enfermeira obstétrica. Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Brasil. email: jumonte@eerp.usp.br
  • Ana Marcia Spanó Enfermeira obstétrica. Professora Livre-Docente do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Brasil. email: nakano@eerp.usp.br.
  • Flavia Azevedo Gomes Enfermeira obstétrica. Professora Doutora do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Brasil. email: flagomes@eerp.usp.br
Keywords: Breast feeding; weaning; maternal and child health.

Abstract

The historical evolution of breastfeeding practices and the causes of early weaning in Brazil are reviewed in the paper. Literature analysis suggests that breastfeeding success depends on three elements: Correct management of the technique, perception of breastfeeding importance, and the mother’s decision to do it.

|Abstract
= 17 veces | PDF (PORTUGUÊS)
= 44 veces| HTML (PORTUGUÊS)
= 3 veces| MCORREAHOYOS, HV FLAVIA_AUTORA.DOC
= 0 veces| MCORREAHOYOS, HV JULIANA DOS SANTOS_AUTORA.DOC
= 0 veces| MCORREAHOYOS, HV_ANA MERCEDES_AUTORA.DOC
= 0 veces| MCORREAHOYOS, CARTA DE CESION DE DERECHOS_LA LACTANCIA.JPG
= 0 veces|

Downloads

Download data is not yet available.

References

(1) Organização Mundial da Saúde, Fundo das Nações Unidas para a Infância e Adolescência. Manejo e promoção do aleitamento materno num Hospital Amigo da Criança: curso de 18 horas para equipes de maternidades. Manual Técnico. Gienebra: OMS/UNICEF; 1993.

(2) Brasil. Ministério da Saúde. Manual de aleitamento materno: normas técnicas. Brasília: Coordenação Materno-Infantil; 1997. 51p.

(3) World Health Organization. The food and nutrition program. Geneva: WHO; 2001.

(4) Brasil. Ministério da Saúde. Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher – PNDS 2006: dimensões do processo reprodutivo e da saúde da criança. Brasília: Ministério da Saúde; 2009. 300p.

(5) Escobar AMU, Ogawa AR, Hiratsuka M, Kawashita MY, Teruya PY, Grisi S et al. Aleitamento materno e condições sócio-econômico-culturais: fatores que levam ao desmame precoce. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2002;2(3):253-61.

(6) Borges ALV, Philippi ST. Opinião de mulheres de uma unidade de saúde da família sobre a quantidade de leite materno produzido. Rev Latino-am Enfermagem. 2003;11(3):287-92.

(7) Volpini CCA, Moura EC. Determinantes do desmame precoce no distrito noroeste de Campinas. Rev Nutr. 2005;18(3):311-9.

(8) Carvalhaes MABL, Parada CMGL, Costa MP. Factors associated with exclusive breastfeeding in children under four months old in Botucatu-SP, Brazil. Rev Latino-am Enfermagem. 2007;15(1):62-9.

(9) Akré J. Alimentação infantil: bases fisiológicas. Genebra: OMS; 1997. 89p.

(10) Almeida JAG. Amamentação: um híbrido natureza – cultura. Rio de Janeiro: Fiocruz; 1999. 166p.

(11) Takushi SAM, Tanaka ACA, Gallo PR, Bresolin AMB. Perspectiva de alimentação infantil obtida com gestantes atendidas em centros de saúde na cidade de São Paulo. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2006;6(2):115-25.

(12) Grant DM. Breast-feeding maybe a diving “art”. Can Nurse.1968; 64:45-7.

(13) Rea MF. Substitutos do leite materno: passado e presente. Rev Saúde Públ. 1990; 24(3):241-9.

(14) Badinter E. Um amor conquistado: o mito do amor materno. Tradução de Waltensir Dutra. 5ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; 1985. 370p.

(15) Turano W, Almeida CCC. Educação nutricional. In: Gouveia ELC. Nutrição, saúde e comunidade. Rio de Janeiro: Revinter; 1999. p.57-77.

(16) Silva IA. Amamentar: uma questão de assumir riscos ou garantir benefícios. São Paulo: Robe; 1997. 268p.

(17) Freyre G. Casa-grande e senzala. 47ª ed. Rio de Janeiro: Global; 2006. 752 p.

(18) Meyer DE. As mamas como instituíntes da maternidade: uma história do passado? Educ Realidade. 2000;25(2):1-18.

(19) Schiebinger L. Mamíferos, primatologia e sexologia. In: Porter R, Teich M, organizadores. Conhecimento sexual, ciência sexual: A história das atitudes em relação à sexualidade. São Paulo: UNESP; 1998. 482p.

(20) Yalom M. A História do seio. Lisboa: Teorema; 1998. 366p.

(21) Moreira KFA, Nakano AMS. Aleitamento materno: instintivo? Natural? O paradigma biológico X os direitos reprodutivos em discussão. Rev Bras Enferm. 2002;55(6):685-90.

(22) Silva AAM. Amamentação: fardo ou desejo? Estudo histórico-social dos saberes e práticas sobre aleitamento materno na sociedade brasileira [Dissertação Mestrado]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto; 1990. 320p.

(23) Avery GB. Neonatologia: Fisiopatologia e tratamento do recém-nascido. 2ª ed. Rio de Janeiro: Medsi; 1984. 1035p.

(24) Marcondes E. Pediatria básica. 8ª ed. São Paulo: Sarvier; 1991. 1790p.

(25) Silva L, Vieira G, Dias CPF, Diniz-Santos DR, Ferraz F, Carneiro G et al. Conhecimento materno sobre aleitamento: um estudo piloto realizado em Salvador, Bahia visando à elaboração de uma cartilha educativa. R Ci méd biol. 2005;4(3):187-94.

(26) Ichisato SMT, Shimo AKK. Revisitando o desmame precoce através de recortes da história. Rev Latino-am Enfermagem. 2002;10(4):578-85.

(27) Züñiga HPP, Monteiro CA. Uma nova abordagem para a ascensão da mortalidade infantil da cidade de São Paulo nos anos 60. In: Monteiro CA, organizador. Velhos e novos males da saúde no Brasil: evolução do país e de suas doenças. São Paulo: Hucitec/Nupens; 2000. p.157-72.

(28) Rea MF. A review of breastfeeding in Brazil and how the country has reached ten months’ breastfeeding duration. Cad Saúde Pública. 2003;19(supl 1):S37-S45.

(29) Maia MGM, Tavares-Neto J, Rego RCF, Muniz PT. Fatores associados à interrupção do aleitamento materno nas crianças menores de seis meses de idade, da cidade de Rio Branco (Acre). Rev. baiana saúde pública. 2006;30(1):129-40.

(30) Oliveira MI, Camacho LA, Souza IE. Promoção, proteção e apoio a amamentação na atenção primaria a saúde no Estado do Rio de Janeiro, Brasil: uma política de saúde pública baseada em evidência. Cad Saúde Pública. 2005;21(6):1901-10.

(31) Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Rede Amamenta Brasil: caderno de tutores. Brasília: Ministério da Saúde; 2009. 122p.

(32) Venancio SI, Monteiro CA. A evolução da prática da amamentação nas décadas de 70 e 80. Rev bras epidemiol. 1998; 1(1):40-9.

(33) Bagnoli VR, Fonseca AM. Patologias da produção láctea: problemas anatômicos e endocrinológicos. In: Issler H. O aleitamento materno no contexto atual: políticas, prática e bases científicas. São Paulo: Sarvier; 2008. p.307-10.

(34) Silva IA. Amamentação na perspectiva da mulher. In: Issler H. O aleitamento materno no contexto atual: políticas, prática e bases científicas. São Paulo: Sarvier; 2008. p.3-7.

(35) Nakano AMS. As vivências da amamentação para um grupo de mulheres: nos limites de ser “o corpo para o filho” e de ser “o corpo para si”. Cad Saúde Pública. 2003;19(supl 2):S355-S63.

(36) Nakano MAS, Reis MCG, Pereira MJB, Gomes FA. Women’s social space and the reference for breastfeeding practice. Rev Latino-am Enfermagem. 2007;15(2):230-8.

(37) Nakano AMS. O aleitamento materno no cotidiano feminino [Tese Doutorado]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; 1996. 170p.

(38) Ryan KM, Grace VM. Medicalization and women’s knowledge: the construction of understandings of infant feeding experiences in post-WW II New Zeland. Health Care Women Int. 2001;22(5):483-500.

(39) Tornquist, CS. Armadilhas da nova era: natureza e maternidade no ideário da humanização do parto. Rev Estud Fem. 2002;10(2): 483-92.

(40) Giugliani ERJ, Giugliani C. Alimentação da criança pequena. In: Duncan BB, Giugliani ERJ, Schimidt MI. Medicina Ambulatorial: condutas clínicas em atenção primária. Porto Alegre (RS): Artes Médicas; 1990. 495p.

Published
2011-08-24
How to Cite
dos Santos Monteiro J. C., Spanó A. M., & Azevedo Gomes F. (2011). Breastfeeding as a constructed practice: Reflection’s about breastfeeding and weaning historical evolution in Brazil. Investigación Y Educación En Enfermería, 29(2). Retrieved from https://revistas.udea.edu.co/index.php/iee/article/view/4756
Section
REVIEW ARTICLE / ARTÍCULO DE REVISIÓN / ARTIGO DE REVISÃO