Evaluación de los profesores de educación física sobre la calidad de la formación continuada promovida por la Red Municipal de Enseñanza de Florianópolis (Brasil)

Palabras clave: Educación Continua, Educación Física, Enseñanza Primaria

Resumen

La formación continua es una de las demandas del profesor y parte del trabajo docente. Considerando que La Red Municipal de Enseñanza (RME) de Florianópolis (Brasil) garantiza la promoción de formación continua hace muchos años, la presente investigación indagó sobre las evaluaciones que hicieron profesores de Educación Física sobre la formación ofrecida, e identificó unidades de sentido relacionadas con la calidad de esos momentos. Se hizo un análisis cualitativo de las respuestas de los profesores en diferentes etapas de la carrera y situaciones funcionales. Las expresiones de los profesores fueron organizadas en cuatro tópicos, que señalan aspectos relevantes: participación efectiva de los profesores, foco en la reflexión sobre la práctica, objetividad en los encuentros y continuidad de las propuestas. Se constata que la formación continua es un proceso establecido en esta red, pero los profesores cuestionan su calidad. Tampoco reconocen como de calidad los cursos ofrecidos en la modalidad a distancia. Asimismo, indican que el proceso no es siempre reconocido como un momento importante, sea por directores o por profesores.

 

|Resumen
= 145 veces | PDF (PORTUGUÊS (BRASIL))
= 140 veces| HTML
= 7 veces|

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

André Justino Dos Santos Costa, Universidade Federal de Santa Catarina

- Máster en Educación Física por la Universidad Federal de Santa Catarina. - Asesor pedagógico. - Dirección de Educación Elemental, Departamento de Educación Municipal de Florianópolis. - Directoria de Ensino Fundamental, Secretaria Municipal de Educaçao de Florianópolis.

Jaison José Bassani, Universidad Federal de Santa Catarina

- Doctorado de la Universidad Federal de Santa Catarina. - Profesor adjunto de la Universidad Federal de Santa Catarina.

Citas

Almeida, C. B., Oppa, D. F., & Moretti-Pires, R. O. (2012). Estudo de Caso. Em S. G. Dos Santos & R. O. Moretti-Pires (Orgs.), Métodos e Técnicas de Pesquisa Qualitativa Aplicada à Educação Física (pp.143- 148). Florianópolis: Tribo da Ilha.

Bracht, V., Pires, R., Garcia, S. P., & Sofiste, A. F. S. (2002). A prática pedagógica em Educação Física: A mudança a partir da pesquisa-ação. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 23(2), 9-29.

Cabral, P. (2013). Formação Continuada de professores na EJA: qual o lugar dos sujeitos estudantes? (Dissertação de Mestrado em Educação). Florianópolis, SC: UFSC.

CNE/CEB Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/CEB 4 de 13 de julho de 2010. Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: CNE/CEB.

CNE/CEB Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica. Parecer CNE/CEB 18 de 02 de outubro de 2012. Reexame do Parecer CNE/CEB 9/2012, que trata da implantação da Lei 11738/2008, que institui o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da Educação Básica. Brasília: CNE/CEB.

Davis, C. L. F., Nunes, M. M. R., Almeida, P. C. A., Silva, A. P. F., & Souza, J. C. (2011). Formação Continuada de professores em alguns estados e municípios do Brasil. Cadernos de Pesquisa, 41(144), 826-849.

https://doi.org/10.1590/S0100-15742011000300010

Folle, A., Farias, G. O., Boscatto, J. D., & Nascimento, J. V. (2009). Construção da carreira docente em Educação Física: Escolhas, trajetórias e perspectivas. Movimento, 15(1), 25-49.

https://doi.org/10.22456/1982-8918.3014

Gonçalves, J. A. (2009). Desenvolvimento profissional e carreira docente: Fases da carreira, currículo e supervisão. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, 8, 23-36.

Günther, M. C. C., & Molina, V. (2000). Formação Permanente de professores de Educação Física na rede municipal de ensino de Porto Alegre: Uma abordagem etnográfica. Revista Paulista de Educação Física, 14(1), 72-84.

https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.2000.138020

Oliveira, L. D. (2011). Implicações da Prova Brasil na formação continuada de professores: uma análise da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis (2005-2010) (Dissertação de Mestrado em Educação). Florianópolis, SC: UFSC.

Pandolfi, F. N., Medeiros, F. E., Guerra, P. M., & Silva, S. R. (2007). Memórias da prática pedagógica e sua relação com a formação continuada. Motrivivência, 29, 75-86.

Patriarca, A. C., Onofre, T., & Mascarenhas, F. (2008). "Especialização em Escolar" - Formação continuada de professores de Educação Física na Universidade Federal de Goiás: Um estudo de caso. Pensar a Prática, 11(3), 225-237.

https://doi.org/10.5216/rpp.v11i3.5167

PMF Prefeitura Muncipal de Florianópolis. Lei Ordinária 2915, de 19 de julho de 1988. Institui o plano de vencimentos e de carreira do magistério público municipal e dá outras providências. Florianópolis: PMF.

PMF Prefeitura Municipal de Florianópolis (2010). Plano Municipal de Educação. Florianópolis, SC: PMF.

PR Presidência da República. Lei 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: PR.

Rossi, F., & Hunger, D. (2012). A formação continuada de professores: Entre o real e o "ideal". Pensar a Prática, 15(4), 915-932.

https://doi.org/10.5216/rpp.v15i4.15564

Rotelli, P. P. (2012). A construção e utilização de materiais curriculares como estratégia de formação de professores de Educação Física (Dissertação de Mestrado em Educação). Florianópolis, SC: UFSC.

Sampaio, M. M. F., & Marin, A. J. (2004). Precarização do trabalho docente e seus efeitos sobre as práticas curriculares. Educação & Sociedade, 25(89), 1203-1225.

https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000400007

Sichelero, J. J., & Rezer, R. (2013). Formação Continuada em Educação Física: Algumas reflexões. Motrivivência, 40, 25-40.

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2013v25n40p25

SMEF Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis. Portaria 130/13 de 09 de setembro de 2013. Normatiza a jornada de trabalho dos membros do quadro do magistério referente a hora/atividade durante o ano letivo de 2014 e estabelece outras providências. Florianópolis: SMEF.

SMEF Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis. Relatório de Gestão 2011. Florianópolis: SMEF.

Tardif, M. (2000). Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: Elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, 13, 5-24.

Wendhausen, A. M. P. (2006). O processo de formação continuada dos professores e professoras de Educação Física que atuam na Educação Infantil no município de Florianópolis: 1993-2004 (Dissertação de Mestrado em Educação). Florianópolis, SC: UFSC.

Wittizorecki, E. S., & Molina, V. (2005). O trabalho docente dos profesores de Educação Física na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. Movimento, 11(1), 47-70.

https://doi.org/10.22456/1982-8918.2861

Publicado
2014-11-24
Cómo citar
Dos Santos Costa A. J., & Bassani J. J. (2014). Evaluación de los profesores de educación física sobre la calidad de la formación continuada promovida por la Red Municipal de Enseñanza de Florianópolis (Brasil). Educación Física Y Deporte, 33(2), 313-342. https://doi.org/10.17533/udea.efyd.v33n2a05
Sección
Artículos de Investigación